Search
Close this search box.
Search
Close this search box.

COPAM aprova licenciamento ambiental para projeto Centro-Oeste da Gasmig

Compartilhe:

licenciamento ambiental

licenciamento ambiental  O COPAM (Conselho Estadual de Política Ambiental) aprovou o licenciamento ambiental da Linha Tronco do Projeto Centro-Oeste da Gasmig.

Decerto, esta licença é considerada um marco significativo, já que permite à Companhia as permissões necessárias para iniciar suas obras a partir de janeiro de 2024.

Com toda a certeza, a aprovação do COPAM é o resultado de um processo meticuloso, onde a Gasmig demonstra seu comprometimento em minimizar impactos ambientais e adotar medidas de mitigação eficazes.

Segundo o presidente da companhia, Gilberto Valle, com a concessão do licenciamento, a empresa retoma os grandes investimentos.

“Estamos muito felizes com o licenciamento. O gás natural é uma solução mais competitiva e favorece a transição energética. Podemos considerar como um grande marco na retomada dos grandes investimentos. Até 2027 a pretendemos investir R$ 1,6 bilhões e mais R$ 4,3 bilhões até 2033, totalizando R$ 5,9 bilhões”, diz.

De acordo com Adil Vitório dos Santos Filho, gerente do projeto Centro-Oeste, esta licença é essencial no processo de sustentabilidade da Gasmig.

“A obtenção do licenciamento ambiental possibilita a execução das obras estabelecendo os critérios para atenuação dos impactos ambientais garantindo a harmonia entre desenvolvimento e preservação do meio ambiente”, explica.

“Esse passo importante não apenas possibilita a expansão do Sistema de Distribuição de Gás (SDGN) da Gasmig, mas também destaca seu comprometimento com a sustentabilidade e o respeito ao meio ambiente”, esclarece Adil Vitório.

O Diretor Técnico Comercial, Rodrigo Pazzini, falou sobre a importância da obtenção da licença. “A obtenção desse licenciamento, reflete o compromisso da Gasmig com práticas ambientais responsáveis, assegurando que suas operações estejam alinhadas com as normas rigorosas estabelecidas pelos órgãos ambientais competentes”, expressou.

Início das obras

Com todas as autorizações necessárias em mãos, a Gasmig está preparada para iniciar suas obras no primeiro semestre de 2024.

Desse modo, este é um passo crucial para o avanço da infraestrutura energética no estado, promovendo o crescimento econômico de maneira equilibrada e respeitando os limites ambientais.

Em síntese, a região Oeste de Minas é um importante polo industrial do Estado que ainda não conta com infraestrutura de gás natural.

Assim, na busca de regiões para expansão a partir da rede existente, a região central do Estado destaca-se pela presença de municípios com grande concentração demográfica e de PIB industrial atrativo.

O atendimento à região Oeste de Minas por meio do projeto Centro-Oeste já foi aprovado pelo estado de Minas Gerais em Plano de Negócios apresentado ao órgão regulador, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, para o 2º ciclo de Revisão Tarifária Ordinária.

Mercado

O Projeto Centro-Oeste atenderá à demanda por gás natural dos municípios de Betim, Sarzedo, São Joaquim de Bicas, Igarapé, Juatuba, Mateus Leme, Itaúna e Divinópolis, podendo ser estendido a outros municípios da região.

Em suma, os municípios beneficiados pelo Projeto representam 10% do PIB Industrial de Minas Gerais e 7% do PIB Total do Estado.

A construção de aproximadamente 300 km de redes representa um acréscimo superior a 20% da malha atual da Companhia.

Nesse sentido, a população dos municípios diretamente impactados é de aproximadamente um milhão de habitantes, que correspondem a cerca de 5% da população do Estado.

O Projeto Centro-Oeste disponibilizará gás natural, por meio da rede de gasodutos, a mais oito municípios, diversificando a matriz energética de mais uma mesorregião do Estado.

Investimento

Com investimentos de aproximadamente R$ 780 milhões, o Projeto prevê a ampliação do SDGN da Gasmig em cerca de 300 km.

Em princípio, este é o maior projeto de expansão da Gasmig desde 2010, quando se encerraram as obras dos gasodutos Vale do Aço e Sul de Minas.

Por certo, a implantação do Projeto se dará em etapas, com início de obras previsto para o 1º semestre de 2024 e duração estimada de 18 meses.

Só para ilustrar, este Projeto tem potencial de geração de mais de 15 mil novos empregos, conforme metodologia do BNDES.

Dessa maneira, este gasoduto foi dimensionado visando, ainda, permitir uma expansão futura do SDGN para o Triângulo Mineiro.

Início do fornecimento

O início de fornecimento de gás natural para os primeiros municípios a serem atendidos no âmbito desse Projeto está previsto para o 1º semestre de 2025.

A Gasmig pretende atender prioritariamente o segmento industrial, provendo infraestrutura para o atendimento aos segmentos comercial, veicular e residencial.

Rede atual

A Gasmig possui atualmente uma Rede de Distribuição de Gás Natural (RDGN) com 1.663 km de extensão, que atendem a mais de 100 mil clientes.

Dessa forma, estão divididos em 44 municípios atendendo as mesorregiões Metropolitana de BH, Campos da Vertentes, Zona da Mata, Sul/ Sudoeste de Minas, Vale do Rio Doce, Oeste de Minas e Vale do Mucuri (Teófilo Otoni).

Por certo, estas regiões correspondem aos principais polos industriais do estado de Minas Gerais.

São distribuídos diariamente cerca de 2,8 milhões de m3 de gás natural. Atualmente, a rede de distribuição atende a municípios que concentram mais de 50% da produção industrial do Estado.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Notícias Relacionadas

Centro-Oeste

Respeito à natureza é prioridade durante construção do Gasoduto Centro-Oeste

Respeito. Esta é a palavra-chave da Gasmig quando se trata de cuidar da fauna e onde está construindo seus gasodutos. Prova disso é a postura da Companhia com relação aos...
10 julho 2024
desenvolvimento

Gasmig completa 38 anos tendo desenvolvimento como força de atuação

Prestes a completar 38 anos de sua fundação (15/07), a Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig) tem apresentado constante desenvolvimento nos últimos anos e conquistado marcas importantes.  Até 2033,...
9 julho 2024
Gás Natural

Gás Natural é importante fator de desenvolvimento para Minas e para o Brasil

Uma pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revela que apenas 14% das empresas do setor no Brasil utilizam gás natural no processo produtivo. Os dois principais motivos citados para...
3 julho 2024
COP BH

Gasmig tem acordo de cooperação com COP-BH, que completa 10 anos

O Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH) comemorou 10 anos de atuação na capital mineira. A Gasmig possui um Acordo de Cooperação Técnica com o Município de Belo...
2 julho 2024
clientes ligados

Gasmig atinge marca de 100 mil clientes ligados

A Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig) atingiu o marco de 100 mil clientes ligados. O Contrato de concessão previa que a Companhia chegasse a esta marca em dezembro...
27 junho 2024
Minas Summit

Gasmig participa do painel “Minas e suas matrizes econômicas”, no Minas Summit

O Diretor Técnico Comercial da Gasmig, Rodrigo Pazini, participou do painel “Minas e suas matrizes econômicas”, durante o Minas Summit, nesta quarta-feira (26/06). Ao falar sobre inovação, o Diretor Técnico...
26 junho 2024
Pular para o conteúdo